Marinha abre 370 vagas para cursos de adaptação a Oficial de Marinha Mercante

Está aberto o Processo seletivo para os cursos de adaptação para quem quer tornar-se um Oficial de Marinha Mercante. Saiba de mais detalhes acessando esta matéria.

São 370 vagas nos cursos de daptação a Segundo Oficial de Máquinas e Segundo Oficial de Náutica e as inscrições já se iniciaram e vão até o dia 9 de dezembro.

Mais informações podem ser obtidas através do link abaixo:

http://www.mar.mil.br/ciaga/PS_ASOM_N_2013/admissao.htm

A inscrição custa R$ 50 e o candidato deve ser bacharel, tecnólogo ou licenciado nas áreas de engenharia, manutenção, fabricação, estatística, economia, administração, matemática, física, química, entre outras.

About these ads

26 Respostas para “Marinha abre 370 vagas para cursos de adaptação a Oficial de Marinha Mercante

  1. CRISTIANO ALCÂNTARA

    CURSO É SEM DUVIDA MUITO BOM ,PORÉM ESTOU QUERENDO FAZER O DE C.D.M. SUB-OFICIAL DA SEÇÃO MÁQUINAS. ALGUMA POSIÇÃO A QUANDO COMEÇAM AS INSCRIÇÕES PARA O EXERCÍCIO DE 2013 E EM RELAÇÃO AOS CURSOS ANTERIORES SABE SE VAI HAVER ALGUMA MUDANÇA NO PROCESSO SELETIVO OU MESMO NA QUANTIDADE DE HORAS DE ESTAGIO FICO DESDE JÁ AGRADECIDO E AGUARDO SUA RESPOSTA O QUANTO ANTES

  2. Kct, onde q vao botar essa galera toda?

  3. Absurdo a quantidade de vagas abertas para ason/asom. O mercado está inchando de uma naneira absurda. Isso tudo sem contar os peruanos e outros latinos que invadem nossa frota. Vergonha!

  4. Absurdo! Além de flexibilizarem a RN 72, Aceitar livremente qlqr peruano, portugues e etc agora isso! Ta mais fácil entrar na MM do que entrar pra Estácio de Sá!

  5. Nao entendo!!! A transpetro faz concurso pra 2ON e 2 OM e sobram vagas.
    quem ja se viu sobrar vaga em conrcurs hoje em dia. alguem me explique tem ou nao vaga para oficiais no mercardo?????

  6. Kleber Resende

    Ao invés de criar meios para a ascensão profissional do Marítimo de verdade, estão inchando a escola naval de pessoas que nunca sentiram nem o balanço do mar e acham que o embarque é uma colônia de férias. Verbas são gastas e turma após turma são repletas de gente que não seguirão a carreira, apenas querem fazer um pézinho de meia ganhando seus 10-12 mil durante um ano e deixam o lugar para o gringos.
    Esses cursos de Adaptação deveriam ter a PRIORIDADE para o Marítimo brasileiro (Moço, Marinheiro) que possuí nível superior e tempo de embarque suficiente, separando os homens e mulheres do mar dos turistas.
    A cada seleção outras graduações são aceitas, e qualquer cidadão que faça um curso em uma faculdade mixuruca, em pouco tempo torna-se Oficial da Marinha Mercante. Enquanto isso, o Moço de Convés, Marinheiro, preso pela sua pesada rotina de trabalho, muitas vezes carrega, o ferro, as amarras.. o peso do navio inteiro nas costas.
    Qual o marítimo, mesmo que graduado, tem possibilidade de estudar e concorrer com esses milhares de homens da terra que se dedicam a cursinhos preparatórios para as dificeis provas de matematica e física?
    Enquanto nós batemos ferrugem, atracamos, desatracamos, limpamos, servimos…. eles estão se qualificando.
    Os cursos com indicações de empresas (ex: CAAQ) é uma espécie de cota elitista (onde as empresas decidem quem subirá de nível), mas a cota para marítimos nos cursos ASON/ASOM…e CAAQ é uma questão de justiça com os homens e mulheres que se qualificaram e já servem a Marinha Mercante.

  7. Erivelto dos Santos

    Ei Luciano! Você é marítimo? Creio que não, pois se o fosse saberia que hoje em dia, a menina dos olhos de todo “vaporzeiro” atende pelo nome de “offshore”. Você teria idéia do êxodo praticado pelos profissionais para esse tipo de navegação? Os motivos? Procure inteirar-se, então você constatará uma diferença acentuada com relação a tempo de embarque, salários, regalias,etc…Pergunte a qualquer aluno do EFOMM ou CFAQ onde eles querem trabalhar após conclusão dos respectivos cursos? Daí você verá que atualmente, Longo Curso e Cabotagem, só por vocação, penitência ou…

  8. Caramba, “absurdo!”, o cara achar que é um absurdo vagas na MM para brasileiros, aí fica difícil né campanha, é melhor flexibilizar p gringo? vc ta c medo? não se garante no mercado não?

  9. Naaman Sousa de Figueiredo

    Alguém tem mais é que avisar a esse pessoal que está se inscrevendo para esses cursos de adaptação a Oficial de Marinha Mercante que, é melhor procurar outros cursos profissionais, pois, o mercado de trabalho marítimo no Brasil já está tomado pelos “hermanos” do Mercosul, principalmente, peruanos. Quem poderia ter feito alguma coisa, DPC, Ministério do Trabalho e demais autoridades envolvidas “abriram as pernas” para os formados nas escolas de Marinha Mercante del Panamá, inclusive.
    Além disso, o Marítimo Brasileiro é muito “folgado”, gosta de “férias” e outros direitos trabalhistas que foram conseguidos em anos de lutas e os armadores “brasileiros” odeiam isso, ter que manter essa turma corroendo seus “lucrinhos”. Logo, estão dando total preferência para embarque dos “hermanos” que ficam embarcados até 6 meses, pagam as passagens de volta pra casa, não fazem questão de FGTS e “otros derechos laborales que éses otarios brasilenos tanto questionan”.

  10. oi Erivelto, agradeço o comentario. Nao so maritimo. so queria entender uma coisa, a nivel de brasil a transpetro paga bem. Sei que a vida do mar nao é facil, distancia da familia dos amigos, nao ver o crescimento dos filhos. Sei que a escala da transpetro é uma vergonha comparada as outras empresas.
    Mas vi a lista de classificados e sobraram vagas para 2on e 2om.
    Como pode sobre vaga em concurso federal? ha carencia ou nao de oficial mercante ?esse é meu questionamento. Abraço

    • Erivelto Santos

      Oi Luciano, volto a ocupar este espaço apenas para ratificar aquilo que explanei anterioromente. Como você observou sobraram vagas no concurso da TRANSPETRO para a efetivação de 2ON/2OM… Por quê? Foi como eu escrevi. Atualmente todo aquaviário no início de carreira ou de categoria não quer mais “bulufas” com navegação de longo curso, cabotagem ou interior…apenas e apenas “Offshore”, pelas diferenças às quais citei, sendo que uma delas é o tempo de embarque (escala) enfatizado por você mesmo! Outro detalhe para tal situação (sobra de vagas), pode ser o número proporcionalmente reduzido de candidatos inscritos/vagas oferecidas, pois os mesmos embora aprovados (selecionados), ainda têm que passar por várias etapas posteriores incluindo aí os exames de saúde, de certa forma mais rigorosos se comparados a outros de uma outra empresa, sendo que inúmeros deles ficam pela metade do caminho. Porém, podes ter certeza que essas vagas serão imediatamente preenchidas pelos “temporários”, mediante contratos que não podem ultrapassar, creio eu, 10 meses! E tem muito “nego” que trabalha assim, pois além da TRANSPETRO pagar bem (será?), como você escreveu, ainda tem a famosa PL, fazendo com que o “vaporzeiro” passe 6 meses “desempregado” para depois tentar novo contrato e sendo ele um bom profissional não seria difícil conseguí-lo. Espero ter contribuido mais um pouquinho quanto ao seu questionamento.Saudações!

  11. Olá pessoal,
    Sou recém formado em engenharia elétrica pela universidade federal do ES, quando tomei conhecimento do curso de máquinas me interessei bastante e não nego que em grande parte seja pelo salário que ouvi (inicial de 9 a 12 mil e fim de carreira 20 mil), coisa que engenheiro chega apenas na área do petróleo vivendo para trabalhar. A grande dúvida é: O embarque do oficial de máquinas e tão “sugado” quanto do engenheiro? E o período de estágio, quanto pagam as empresas? Confirmem por favor se o salário é de fato o mencionado no parênteses.

  12. Não entendo esse pessoal que reclama da quantidade de vagas para os cursos de adaptação supracitados. Uma vez que, seguindo a lógica de alguns comentários, os “adaptados” possuem formação pífia, que tipo de ameaça representaria um Oficial Mercante “sub-standard”? Trabalhadores ruins jamais serão uma ameaça (mesmo em um tão temido cenário de mercado inchado). Concorrência profissional existe em todas as áreas. Agora chegou a vez da Marinha Mercante.
    Ps: Esse papo de “essas pessoas que nunca sentiram o balanço do mar não merecem ser aquaviários” é uma piada! Seria o mesmo dizer que “o cara que nunca deu um tiro na vida não merece ser policial”.

  13. Rapá,é brincadeira!Quando não tinha concurso,não tinha absolutamente nada,a MM estava na “lama” era melhor? No desgoverno FHC,marinha mercante era “nada”.Não tinha emprego,não tinha nada.Óbvio q muita coisa tem q melhorar.Faço minhas as palavras do investimento no marítimo.Os “homens do mar”.Todavia,muita gente pode competir.Quem acha q um auditor fiscal pode ser graduado em “sociologia”?Pode?Pode.Talvez não seja o ideal.Mas,não é de todo ruim.Quanto aos gringos,é difícil limitar isso.Os portugueses ficam “p da vida” quando os brasileiros vão trabalhar como odontólogos por lá.Acho q a MM deve e tem que merecer uma atenção especial por parte do governo federal.Afinal,estava morta.Tenho um amigo q abandonou engenharia metalúrgica pra ser marítimo.Foi pro Rio,e não conseguiu nada.Conseguiu aqui,em Fortaleza.Ele quer a ASON.Não tenho aptidão pra vida mercante,mas não é de todo mau permitir q outras pessoas possam participar do certame.A demanda é grande e muita gente tá pulando fora.Cabe a Dilma traçar um plano de valorização do pessoal marítimo.Isso sim.Agora,proibir q um engenheiro mecânico ou de produção,por exemplo,não possa adentar nos na MM é um despautério.Saudações à todos.

  14. Prezado sr. Luiz,
    Não se trata de um despautério, conforme citado por sua pessoa. Acho ótimo que Engenheiros possam trabalhar embarcados como Maquinistas. Na maior parte das Engenharias acredito que sejam ministradas aulas que tornarão o aluno apto a assumir uma Praça de Máquinas, visto que na própria faculdade, em muitas vezes, é exigido um “feeling” a mais por parte do estudante. O que não concordo é com o inchaço do mercado de trabalho. Se houvesse falta de profissionais consideraria de bom tom chamar Engenheiros/Físicos/Matemáticos/ou-qualquer-outro-profissinal-da-área-de-exatas para a Marinha Mercante. O grande problema é que NÃO há vagas ociosas. NÃO faltam vagas, meu caro. Isso é pesquisa comprada, assim como aquela que saiu em um jornal de enorme circulação nacional versando sobre a carreira de Prático. Além deste fator, há outros de menor vulto, que é aquele exposto pelo recém-formado Engenheiro Eletricista: dinheiro. É claro que é importante você se informar, antes de escolher uma carreira/profissão, de quanto será sua remuneração média – ninguém vai querer passar por “maus momentos” por 4 ou 5 anos para depois ganhar salário mínimo. Mas entrar numa profissão visando exclusivamente o dinheiro é algo inconcebível. É evidente que aquele que assim pensa jamais será alguém de destaque dentro de sua área de atuação.
    E quanto ao sr. Stenio, pode FICAR PREOCUPADO: o embarque de Maquinistas é MUITAS VEZES MAIS sugado que o de Engenheiro. Não o digo sem conhecimento de causa. Já passei por 2 plataformas na minha breve carreira e nas duas embarquei com Engenheiros (na primeira tive um grande amigo que era da área de Produção, e na segunda, na qual exerço função atualmente, tenho um amicíssimo que é Eletricista). E os 2 disseram: “é engraçado alguém ter o conhecimento de um Engenheiro Mecânico mas ralar bem mais e ganhar bem menos que ele”. E um recado ao sr. (esse sai “de graça”, tá?!): guerreiro, não faça algo pensando da forma que pensa. A satisfação pessoal/profissional é muito mais importante que a financeira. E é melhor você aprender isso aqui, lendo, do que aprender a duras penas com a vida, “na porrada”.
    Ronaldo
    2OM / EFOMM 2006 – 2009

  15. Haroldo de Castro Zarattini

    Sou um dos poucos que talvez que tive a oportunidade de tentar a sorte nesse processo do ASON, porém como muitos colegas citaram vim de moçó e hoje em dia já fazem 3 anos que estou na área como marinheiro, tive a oportunidade de tentar a sorte porém já sem muitas perspectivas a não ser realmente tentar (Isso a marinha ensina BEM, não ter espectativas nenhuma, apenas seguir dia apos dia de faina), porque mesmo tendo 3 anos de marinha, um bêbê e trabalhando em AHTS (Sigla que deixo os muitos engenheiros que se acham os tais porque tiveram oportunidades maiores do que as de muitos colegas descobrirem o que significa…) ja carrego na pele as marcas dos “chasers traps” que a vida me colocou pelo caminho, os muitos enjoos dos primeiros meses de vida na profissão que amo e escolhi seguir e não apenas “UM pÉ de MEIA” como foi muito bem colocado por alguns colegas … MAISsssss fico feliz por poder TENTAR a vaga, que a muito distante vejo de mim, … porém MUITO triste porque sei que muitas vagas que serão dadas a pessoas “melhores preparadas” do que eu em provas dificilimas de fisica e matematica não seguirão carreira e nem tão pouco continuarão nesse mercado, o que volto a pergunta inicial?
    Até que ponto essas vagas estão mesmo sendo aproveitadas por quem vai preencher o mercado ??? não seria esse o Objetivo inicial …

    Boa sorte a meus concorrentes, pq sou um simples marinheiro que sonha um dia seguir carreira … enquanto esse dia não chega carrego nas costas o amor pelo convés, amor que muitos oficiais nunca tiveram e NUNCA terão …

    HCZ

    • Caro Haroldo de Castro, um apaixonado pelo mar! Torçerei para que consiga uma vaga no ASON, pois são pessoas como vc que levam o Brasil a frente!

  16. Amigos,
    Já me inscrevi para o estew próximo processo seletivo da ASOM.
    Saberiam me informar como está o mercado atualmente para as duas modalidades, máquinas e nautica ?
    E a quantidade de pessoas que realizam a prova, sobra vaga como dizem ou é bem concorrido ?

    Obrigado.

  17. sou outro marinheiro (MNC) que compartilha da mesmas opiniões e tem o mesmo objetivo, ASON. subiremos pela amarra, passaremos pelo escovém.

  18. Allan Batista

    Saudações!
    Gostaria de receber um comentário sincero de um 2ON – ASON, de preferência.
    O mar corre em minhas veias. Desde a adolescência, queria seguir a carreira no mar quando sonhava em estudar no Colégio Naval, e fazer carreira na briosa MB. Mas o destino foi outro, o mar não saiu de mim, fiz Oceanografia e mestrado, e a paixão pela marinha ainda carrego.
    Agora vejo a oportunidade de ingressar para MM como 2ON, e fazer carreira mesmo na TRANSPERTO, como o colega de cima enfatizou, sobram vagas!! Isto não existe em um concurso público federal!!
    Bom, agora estou ansioso por trocar o certo pelo duvidoso, fui aprovado no concurso dos Bombeiros, rumo aos exames de saúde, físico… No qual terei estabilidade, e estarei todo o dia em casa com minha esposa, e verei meus filhos crescerem. Porém, tentarei esta prova do ASON, me vejo em um passadiço trabalhando… Contudo a duvida ora me bate, qual destino a seguir?
    Abraço a todos!

  19. Acredito que discutir sobre quem merece ou não entrar na marinha mercante é tempo jogado no lixo. Vamos nos unir e estudar! Sou formado em engenharia elétrica e comecei a estudar para máquinas, caso alguém queira compartilhar dúvidas sobre elétrica ou qualquer outra questão, ficarei feliz em ajudar. Meu e-mail é: stenio_88@hotmail.com
    Tenho duas provas antigas se alguém tiver mais e quiser compartilhar!

  20. Esse espaço para comentários pode ser preenchido para questões da prova! Postem questões, quem souber resolver deixe a contribuição!

  21. Também me fiz a inscriçao para ason 2013. Em relaçao aos concursos anteriores as notas sao relativamente altas, no entanto, tem a prova fisica de corrida e nataçao. nao sao tao puxadas como PM, BM. PC, PRF e da PF. mas tem que ta preparado ninguem corre e nada do dia pra noite.Ja ficam alguns pelo caminho ,tb tem o periodo de adaptaçao . morar forar de casa longe de tudo nao é facil tem gente que , qdo cai a fixa , pula fora.
    2 anos nao sao dois dias, 1 ano de curso e outro de praticagem, e pior liso sem R$1,00 no bolso . bolsa de R$ 700 para morar RJ ou Belem.
    acompanho esse excelente portal , o blog mercante, o jornal pelicano e tem um amigo meu de asom 2010 que entrou agora pra transpetro sao destas fonte que tiro minha conclusoes, Espero que nao seja um salto no escuro. TA sobrando vaga sim !!pelo menos estava. com a flexibilizaçao da Norma que impunha 1/3 da tripulaçao de brasileiros em embarcaçoes estrangeiras. nao sei como esta ,so nossos colegas de forum moços marinheiros , 1 e 2 on imediatos , chefes , comandantes podem nos esclarecer melhor . e me corrigir se estiver enganado. Largar tudo para fazer um curso nao é simples. boa sorte a todos.

  22. Caro amigo Allan,se verdadeiramente o Mar corre em suas veias saiba vc que este desejo no teu coração quem colocou tem poder de te efetivar na petrobras e o nome dele é DEUS,só que vc tem que pedir para ELE tirar essa dúvida em teu coração,outra coisa se vc não tem certeza dos fatos cuidado que os argumentos podem ser boato,sou um simples taifeiro tenho 05 anos na empresa e muito feliz nada questionar contra a empresa até por que tenho conviquição de quem abriu esta porta pra eu,e as bençaos de DEUS enriquece e não acrescenta dúvida e nem dores….Meu amigo não vai pela cabeça de ninguém DEUS te deu a sua vai pela sua cabeça…vou orar por vc e DEUS vai confirmar esta porta aberta pra vc um abraçõa e a PAZ…

  23. Allan, esse concurso que vc passou dos bombeiros, foi p oficial?
    pq se sim, seria mais interessante do ponto de vista da familia e tal, fora a carreira é boa, paga-se bem para oficial…

  24. OLá Allan, boa tarde!
    Bom, posso te falar com experiência própria de uma EX esposa de Comandante da Marinha Mercante. A vida não é facil e só com muito amor, para durar uma relação estável de um casamento com muito amor!
    O salário é maravilhoso e o conforto que vc vai poder dar para sua esposa e filhos será magnífico, mais penso que se vc já tem o certo em suas mãos, pense bem na sua escolha, pois passar mêses perdendo o crescimento do seu filho ou datas importantes com sua esposa, só com muita maturidade pra isso. Eu tb sou apaixonada pela Marinha e fiz minha inscrição, mais te garanto é muito difícil! Só vou tentar ingressar agora, pq ja estou com minha filha crescida, por amar a Marinha e principalmente por já ter viajado por muitas vezes com meu ex marido e saber profundamente como é a vida em alto Mar.
    De qualquer forma! Boa sorte na sua ecolha.
    Muita paz e abraços!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s